Eu iria postar um link direto para o Diplomatizzando, mas essa do De Gustibus non Est Disputandum foi muito boa:

"Adeus, Francenildo. Os historiadores marxistas – e os filósofos oficiais – não falarão de ti. Tu, maldito, não és uma ‘classe social’, és um alienado, um indivíduo e, ensina-nos a dialética marxista-gramsciana-leninista-e-aliados, um indivíduo não é nada. O que vale é a necessidade da maioria."

Ele devia ter feito um haicai.

Anúncios