<< Há mais um fator a levar em consideração. No momento em que escrevo esse texto, a votação do STF se encaminha para o fim da prisão após a condenação em segunda instância, o que poderia restituir a liberdade ao ex-presidente Lula. Como ensinou a ministra Rosa Weber ao votar pelo restabelecimento da prisão após o trânsito em julgado da sentença penal, como prevê o artigo 5o da Constituição, “o Supremo Tribunal Federal é guardião do texto constitucional e não o seu autor”. >>

Marina Amaral, codiretora da Agência Pública

Um dos maiores desafios de todo ser humano é como resolver o conflito que existe no seu cérebro entre o presente e o futuro. É difícil, porque exige conscientização, aprendizado, treino… além de enfrentar o fato de que o futuro nunca será permanentemente o vencedor: a cada nova situação do seu dia a dia, o conflito ressurge.

Se a pessoa coloca no mesmo patamar de importância a votação do STF e a prisão por meios sujos que o Lula está submetido (junto com milhares de brasileiros que não possuem acampamentos para apoiá-los), esse conflito foi vencido, ao menos por hora, pelo presente.

https://theihs.org/wp-content/uploads/2016/02/MythRationalVoter_Image.png

É perceptível pra mim que não o conflito não está em:

<<a imputação de culpa e o cumprimento da pena como indissociáveis>>

versus

<<iniciar o cumprimento da pena não é sinônimo de ser culpado>>

(ou qualquer outro argumento jurídico: diferentemente do impeachment, nesse caso eu não vou ter muita confiança na minha própria análise).

O conflito está no viés eleitoral. Na disputa entre quem quer se sentir no aconchego de estar do lado certo da História. O sentimento de dizer:

<<HAH! Babacas!! O Lula agora vai ser solto. Eu ganhei!>>

OU em dizer:

<<HAH! Babacas! O Lula vai continuar preso. Eu ganhei!>>

é mais valioso do que pensar, ao longo das décadas, será que as instituições brasileiras algum dia vão de fato ser legítimas?

Infelizmente, nesse momento, se você mistura demais na sua cabeça os pensamentos sobre o STF com os pensamentos sobre o Lula, saiba que, muito provavelmente, seu cérebro está te dizendo:

<<Azar das instituições. Isso é assunto para o seu Eu Futuro responder. Ele será mais velho, mais sábio, e saberá lidar com isso melhor do que Eu Presente.>>