You are currently browsing the category archive for the ‘Economia’ category.

Enquanto isso, na Líbia… Leia o resto deste artigo »

Anúncios
Sem título
O J-PAL (Abdul Latif Jameel Poverty Action Lab) é um centro de pesquisas que busca contribuir para a redução da pobreza através do estudo e da aplicação de políticas públicas que possuam forte evidência científica de sua efetividade, ou seja, ações que foram submetidas a avaliação de impacto.

Leia o resto deste artigo »

RESENHA: GOLDIN, Claudia. The Quiet Revolution that Transformed Women’s Employment, Education, and Family. American Economic Review. Pittsburgh, p. 1-21. 02 de maio de 2006. Disponível em: <https://www.nber.org/papers/w11953&gt;. Acesso em: 08 nov. 2018.

Teen Wonder Woman sketch by ChristyTortland

Teen Wonder Woman sketch by ChristyTortland. Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 License.

A “revolução silenciosa” é uma análise da história das mudanças na oferta de trabalho feminina ao longo do século XX nos EUA, que de acordo com a autora Claudia Goldin pode ser dividida em três fases evolucionárias¹ que culminam em uma quarta fase, desta vez revolucionária¹. Leia o resto deste artigo »

RESENHA: WISE, David A. Social Security Provisions and the Labor Force Participation of Older Workers. Population And Development Review. Supplement: Aging, Health, and Public Policy., 2004. p. 176-205. Disponível em: <http://www.jstor.org/stable/3401468>. Acesso em: 20 out. 2018.

Lewis Hine [Public domain], via Wikimedia Commons

O artigo apresenta uma resenha de resultados do projeto coordenado pelos professores David Wise e Laurence Kotlikoff, mas que envolve a produção de conteúdo acadêmico de outros onze países. Seu objetivo é ser capaz de comparar o comportamento das pessoas diante das regras de previdência aplicáveis em cada país analisado, principalmente no que tange a sua decisão de quando sair da força de trabalho, ou seja, aposentar-se. Leia o resto deste artigo »

O mercado de trabalho brasileiro tem dois setores: formal e informal. E estamos não só prestes a mudar de governo, mas provavelmente também prestes a mudar a política anual de aumento do salário mínimo no país. Acompanha-se a isso as recentes tendências de queda e depois de aumento nos índices de formalidade do emprego no país. Leia o resto deste artigo »

Uma dúvida comum que muitos brasileiros possuem sobre o Programa Bolsa Família é se ele afeta a disposição do seu beneficiário para trabalhar, afetando assim a força de trabalho de determinadas regiões, principalmente municípios pequenos.

Um rápido ensaio teórico sobre essa questão. Ronald G. Ehrenberg e Robert S. Smith, em seu manual A moderna economia do trabalho (a edição que consultei foi a 5ª, publicada em 1994 no original e em 2000 no Brasil) possui um capítulo dedicado à decisão da pessoa por trabalhar. Como de costume no livro, os autores discutem aplicações políticas de sua teoria. Imagino a resposta abaixo como uma dessas possibilidades. Leia o resto deste artigo »

Do Estadão:

Hillary disse à imprensa que polêmicas em torno da questão dos direitos humanos “não podem interferir na crise econômica global, na mudança climática e na crise de segurança”.

Logo, não queimem chineses como combustível nas fábricas porque polui o ambiente. Mas usem chineses reciclados que tá de boa…

Nestas horas é que me sinto nem abanonando sonho de ser um diplomata…

Num Sistema financeiro de um quintal do mundo, os spreads continuam nas alturas.

Em termos de volume de produto e relevância comercial e financeira, pode-se até dizer que o Brasil e o Bric não são países muito importantes, se comparado aos gigantes desenvolvidos. Mas, na minha opinião, existem alguns pontos que tornam estes quatro países mais importantes. Creio eu que quando o assunto é economia política, nós quatro somos capazes de fazer certas diferenças.

Como eu ainda não tenho argumentos, apenas palpites, neste blogue vou procurar mostrar para os leitores pistas de que está havendo um crescimento da nossa relevância.

O que eu quero ver é se algum dia nós nos tornaremos países desenvolvidos. Ou seja, se o mundo dos recursos escassos e mal alocados permitirá que novos países recebam este título. Se existe uma chance disso acontecer, creio que será conosco primeiro.

Não concordam?

Challengers

  • 94.422 hit combos

Ao quatro tempos

Junho 2019
D S T Q Q S S
« Mar    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Arquivo

@4ventos

Categorias

Anúncios