You are currently browsing the category archive for the ‘Opinião’ category.

RESENHA: GOLDIN, Claudia. The Quiet Revolution that Transformed Women’s Employment, Education, and Family. American Economic Review. Pittsburgh, p. 1-21. 02 de maio de 2006. Disponível em: <https://www.nber.org/papers/w11953&gt;. Acesso em: 08 nov. 2018.

Teen Wonder Woman sketch by ChristyTortland

Teen Wonder Woman sketch by ChristyTortland. Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 License.

A “revolução silenciosa” é uma análise da história das mudanças na oferta de trabalho feminina ao longo do século XX nos EUA, que de acordo com a autora Claudia Goldin pode ser dividida em três fases evolucionárias¹ que culminam em uma quarta fase, desta vez revolucionária¹. Leia o resto deste artigo »

Anúncios

A idéia foi fantástica, aliás. Gosto muito de futebol justamente por esse lado mais tático e competitivo, ao contrário dos saudosistas que preferem o futebol arte e talento.

Goleiros que esperam o chute para depois pular (ou cair, como diz o Marcos), pra mim parecem ter mais chances de defender, justamente por ser permitida a paradinha.

Futebl é uma diversão muito interessante. O esporte mais democrático de todos, dizem alguns, por ser aquele onde um baixinho como Maradona seja o segundo melhor jogador. E por permititr, de certa forma, mais velhos também joguem (como o Romário, futebol de areia, futebol society e etc.).

Só não permite que nerds joguem… imagine eu chutando bolas! hahaha

Leiam o que procuraram para encontrar meu blogue:

naquela praça suja com merda de pombo,patrulhada pelo sexo! ele chega as quatro com lindo sapato para vender o seu amplexo! e os homens passam,notam seu bigode mas na coxa se extravasam veio sua amiga,a loira josé, convidando pró café e ao segundo brandy já josé se expande! esboroando seu batom! amanhã não estaremos aqui, veja se bebe um pouco e sorri e tira esses olhos do chão! o futura é lindo: eu já vi! e o avião vai directo para lá! vamos embora dessa aflição! e manuel morena tomou seus calmantes por causa dos joanetes e disse cansado que estava assustado pois nunca tinha voado! e se há um acidente?e se o passaporte…? será que não sentes o medo da morte? me da um cigarro. me dói a cabeça. pra que tanta pressa? e a depilação? amanhã não estaremos aqui, veja se bebe um pouco e sorri e tira esses olhos do chão! o futura é lindo: eu já vi! e o avião vai directo para lá! vamos embora dessa aflição! no dia seguinte no canto da praça, quem passou podia ver duas prostitutas,tão deselegantes acenando prá você!

É a letra inteira da música São Paulo 451! O que a pessoa queria? Quem sabe uma letra inteira e nã sabe o nome da música? Eu heim…

Lucia Hippolito:

“Estamos assistindo a um duelo de morte. Entre o velho coronelismo e os novos tempos de internets, blogs, twitters e julgamentos em tempo real.”

Eu gosto muito da reverência com que ela fala dos coronéis. Eles merecem o respeito dela. Mas vale lembrar que não se respeita apenas aqueles que se preza. Você respeita quem merece. Por mais que Sarney seja um monstro que corrói a democracia brasileira (nem tanto hoje quanto ontem), ele o faz com impacto e influência. E tem muita história. Ela o trata com um respeito que exala também repúdio.

Quem é capaz de tratar os seus e também os seus contrários com este nível de compostura, merece a minha admiração.

Até porque eu não sou capaz. Se aparece perto de mim Sarney me causaria náuseas. Porco nojento, imundo e
desgraçado.

A melhor parte de blogues cujos autores são despojados são as analogias:

“Ser anti-clerical em 1700 ou até 1900 e algo era uma atitude, hoje é o mesmo que usar piercing, tatuagens ou ser de esquerda, uma revolta de butique, algo que sua sogra não teria dificulade em entender. Atualmente, ser deslavadamente pró-revolução-burguesa, pró-tudo-o-que-veio-depois-do-século-18 é que é ser contra a “Igreja”, seja a igreja keynesiana, anti-globalista, do eco-primitivismo, do pós-modernismo, e até também a Católica Apostólica Romana, a menos influente de todas.” 

 

Esta é do Not tupy. O assunto é o enfadonho caso da Igreja excomungar médicos e garotinhas inocentes.

Só para não deixar passar batido, como católico eu devo comentar alguma coisa. A filosofia por trás da Igreja prega o repúdio ao assassinato (ao estupro também), mas também prega uma doutrina que busca aperfeiçoar cada vez mais a capacidade de perdoar.

Existem então aí duas coisas diferentes: uma é o fato de que as pessoas podem ou não ter sido excomungadas; outra é a atitude dos católicos (especialmente os padres) quanto a isto. Mesmo que um clérigo católico creia que a garota e os médicos tenham sido excomungados pela Divina Providência, ele deve ter com estas pessoas uma forte compaixão, um forte sentimento de alento e vontade de protegê-las. Ele deve também se esforçar para amá-los, e ele deve ser o mais solícito, piedoso, caridoso e justo com elas.

Esta sim seria uma prática catolicista completa e… louvável!

Esta deveria ser a filosofia de vida para aqueles que acreditam no milagre da bolachinha sem sal.

(:

(Desculpem o título horrendo deste post). A idéia é espalhar as sugestões musicais apresentadas do Music Alliance Pact, apud Meio Desligado: Novidades da música independente mundial: Music Alliance Pact de março.

É para quem não costuma só ficar com a boca aberta esperando vermes…

I’ll leave Street Fighter IV for the new generations… here is what I will need!

De uma comunidade do Orkut:

Robson
A soma da exploração com a opressão
Este caso da agressão já está sendo uma boa demonstração de como o capitalismo funciona na prática.

Agora querem desqualificar a denuncia da vítima. Só por que é mulher, estrangeira e por que o bárbaro crime mostra que o povo suíço, do alto de sua histórica neutralidade, não é imune à crise global do capitalismo e tb gera monstros fascistas.

Isso aí! Obviamente que este acontecimento demonstra a fraqueza do capitalismo. Principalmente porque qualquer demonstração de governos enconbrindo a verdade são tipicamente capitalistas, como por exemplo China, Cuba e Coréia do Norte…

veio até mim graças ao Not Tupy

Disse a Chu no Misbehave que adoraria ser amiga desse cara.

Legal. Meu amigo Danz e eu conhecemos (de vista) um cara bastante parecido. Só ão tinha olhos puxados, e parecia ser um pouco mais pesado.

Heh. Busquei essa dos tempos em que todos queriam pegar o Danz. O que me lembra de lógica:

Todos querem pegar o Danz.
Alguns dentre todos são mulheres.
Nem todos dentre todos são mulheres.
Logo…

Lembrando que isso acontecia majoritariamente na Mary in Hell.

Ricadro Calil (com “c” mesmo) disse:

“Quem deveria ganhar entre as indicadas: Angelina Jolie. Sem cair no overacting, ela está superba em “A Troca”. Mas o fato de ser uma sex symbol e uma marqueteira social por vezes obscurece o fato de que ela é não só uma estrela, como uma grande atriz.”

Sabe que eu sempre achei isso também? E olha que eu costumo torcer o nariz* para atrizes gostosonas.

A Jolie é foda. Simples assim. Tipo uma Madonna do cinema.

*torcer o nariz não implica deixar de olhar, certo? (:

Challengers

  • 94.193 hit combos

Ao quatro tempos

Fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« Jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  

Arquivo

@4ventos

Erro: Twitter não está a responder. Por favor espere alguns minutos e recarregue esta página.

Categorias

Anúncios